Intervenções

Altar milionário foi resultado da escolha política de PSD, PS e IL

PS, PSD e IL aprovaram, no Orçamento do Estado, o aumento do limite dos ajustes diretos para a Jornada Mundial da Juventude. Resultado: numa altura em que o custo de vida se tornou incomportável para tantas famílias, vai-se construir um altar milionário para o Papa.

"Está o ministro da Educação à frente de uma negociação que é uma fraude?"

O ministro das Finanças afirmou que, da negociação com os professores, não pode resultar mais despesa permanente. A ser verdade, a negociação que o ministro da Educação está a fazer é uma fraude.

A escolha do Bloco é clara: defender as pessoas dos abusos, controlar os preços dos bens essenciais

Enquanto os preços dos bens essenciais disparam, os lucros das grandes empresas de distribuição batem recordes. A única proposta que defende as carteiras das pessoas é o controlo de preços dos bens essenciais. É por ela que o Bloco se bate.

Catarina Martins: está em curso um dos maiores golpes contra o SNS

O país paga a formação de médicos que acabam no setor privado porque o Governo decide não abrir vagas no público. Esta opção do Governo, de atrasar tudo no SNS, faz com que o negócio privado da saúde engrosse à conta do direito à saúde da maioria da população.

Não aceitamos o populismo contra a ética republicana que diz que a maioria absoluta pode tudo

O governo pede para ser julgado pelos seus resultados, mas a discrepância absoluta entre o discurso de sucessos governativos e as dificuldades reais da vida das pessoas é uma forma perigosa de tirar legitimidade ao debate democrático.

Usar a maioria absoluta para impedir o Parlamento de escrutinar o Governo não é estabilidade, é abuso de poder

O chumbo da maioria absoluta reforça a necessidade de se criar uma Comissão de Inquérito à gestão política da TAP, como propõe o Bloco.

Falta de acesso a juntas médicas: PS e PSD prefiram manter as pessoas eternamente à espera e com os seus direitos negados

Há pessoas a esperar mais de dois anos pela junta médica, quando a lei diz que o máximo são 60 dias. 

Enquanto as pessoas perdem poder de compra, o governo anuncia um excedente de 1000 milhões

Entre 2020 e o próximo ano, existirá uma transferência de rendimentos do trabalho para o capital superior à que aconteceu no período da troika. Ao mesmo tempo que as pessoas têm uma perda real e permanente de salários, o governo anuncia um excedente de 1000 milhões.

Plataformas digitais: PS inventou um “modelo de ouro” que apenas beneficia as multinacionais

O PS criou uma lei que desobriga as plataformas de qualquer responsabilidade laboral, criando a figura do intermediário, que serve para impedir o reconhecimento de uma relação entre o trabalhador e a plataforma. Resultado: não há contratos de trabalho nem com as plataformas nem com os intermediários.